Quarta-feira, 30 de Abril de 2008

MÃE

MÃE;

MOEDER; ANA; NANA; MACII; MÉRE; MOM; MUTTER; MATI; MADRE; OKAASAN; MATER; AMMA; MOTINA; MAJKA; ÉH, MOTHER;

 

é vida.

 

é poético,

é artístico,

é humano.

 

é alegria,

é tristeza.

 

são sonhos,

é a realidade,

 

é mulher ,

é avó,

é bisavó…

 

é sentir,

é amar,

é sofrer,

é padecer.

 

és muito mais…

ÉS ÚNICA,

ÉS UNIVERSAL.

 

Porque é assim

MÃE

Amo-te e

peço-te desculpa por todos os filhos do mundo.

 

(norberto josé em 30.04.2008)

porque dia da mãe são todos os dias

 

Afrikaans - Moeder, Ma; Albanian - Nënë, Mëmë; Arabic - Ahm; Aragones - Mai; Asturian - Ma; Aymara - Taica; Azeri (Latin Script) – Ana (curioso); Basque - Ama; Belarusan - Matka; Bergamasco - Màder; Bolognese - Mèder; Bosnian - Majka; Bresciano - Madèr; Breton -Mamm; Bulgarian - Majka; Byelorussian - Macii; Calabrese - Matre, Mamma; Caló - Bata, Dai; Catalan - Mare; Cebuano - Inahan, Nanay; Chechen - Nana; Croatian - Mati, Majka; Czech - Abatyse; Danish - Mor; Dutch - Moeder, Moer; Dzoratâi – Mére; English - Mother, Mama, Mom; Esperanto - Patrino, Panjo; Estonian – Ema; Faeroese - Móðir; Finnish - Äiti; Flemish - Moeder; French - Mère, Maman; Frisian - Emo, Emä, Kantaäiti, Äiti; Furlan - Mari; Galician - Nai; German - Mutter; Greek - Màna; Griko - Salentino, Mána; Hawaiian - Makuahine; Hindi - Ma, Maji; Hungarian - Anya, Fu; Icelandic - Móðir; Ilongo - Iloy, Nanay, Nay; Indonesian - Induk, Ibu, Biang, Nyokap; Irish - Máthair; Italian - Madre, Mamma; Japanese - Okaasan, Haha; Judeo Spanish – Madre; Kannada - Amma; Kurdish Kurmanji – Daya; Ladino - Uma; Latin - Mater; Leonese - Mai; Ligurian - Maire; Limburgian - Moder, Mojer, Mam; Lingala - Mama; Lithuanian - Motina; Lombardo Occidentale - Madar; Lunfardo - Vieja; Macedonian - Majka; Malagasy - Reny; Malay - Emak; Maltese - Omm; Mantuan - Madar; Maori - Ewe, Haakui; Mapunzugun - Ñuke, Ñuque; Marathi - Aayi; Mongolian - `eh; Mudnés - Medra, mama; Neapolitan - Mamma; Norwegian - Madre; Occitan - Maire; Old Greek – Mytyr; Parmigiano - Mädra; Persian - Madr, Maman; Piemontese - Mare; Polish - Matka, Mama; Português - Mãe; Punjabi - Mai, Mataji, Pabo; Quechua - Mama; Rapanui - Matu'a Vahine; Reggiano - Mèdra; Romagnolo - Mèder; Romanian - Mama, Maica; Romansh - Mamma; Russian - Mat'; Saami - Eadni; Samoan - Tina; Sardinian (Limba Sarda Unificada) - Mama; Sardinian Campidanesu - mamai; Sardinian Logudoresu - Madre, Mamma; Serbian - Majka; Shona - Amai; Sicilian - Matri; Slovak - Mama, Matka; Slovenian - Máti; Spanish - Madre, Mamá, Mami; Swahili - Mama, Mzazi, Mzaa; Swedish - Mamma, Mor, Morsa; Swiss German – Mueter; Telegu - Amma; Triestino - Mare; Turkish - Anne, Ana (curioso), Valide; Turkmen – Eje; Ukrainian - Mati; Urdu - Ammee; Valencian - Mare; Venetian - Mare; Viestano – Mamm'; Wallon - Mére; Welsh – Mam; Yiddish - Muter; Zeneize - Moæ.

 

como eu estou:
tags:
publicado por agoradigoeu às 22:47
link do post | no comments | favorito
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Oliveiras

Uma árvore do outro mundo!!!

 

Dado a minha paixão pela arte e, assim, pelo mundo que nos rodeia, faço um apelo muito concreto:

 

Apreciem bem as Oliveiras, e vão directamente á conclusão a que eu chego : “- É uma árvore do outro mundo.”

 

Os seus troncos centenários, são esculturas autênticas, trazendo-nos, pelo trajecto da sua vida, as mais deliciosas visões quando as apreciamos a procurar-mos entender como nasceram, cresceram e têm vivido até esse dia.

O verde grisalho das folhas contrasta com a rudeza dos seus troncos.

Um olival é uma paisagem maravilhosa.

 

Diga-nos o pintor Auguste Renoir, nas suas memórias (!!!?), qual a razão que o levou a comprar um enorme olival (sabendo que iria ser objecto de especulação imobiliária) propriedade no bairro Des Collettes (em cagnes-sur-mer), junto á lindíssima vila de Saint-Paul-de-Vence, na Provença francesa (la provence)  um dos grandes locais da pintura impressionista francesa.

Renoir faleceu em 1919 e esta propriedade foi transformada em museu.

Um maravilhoso olival. Obrigatório visitar.

 

Uma observação interessantíssima, sobre oliveiras centenárias, é a que um vendedor (de oliveiras) algarvio me fez:

“- Olhe, quando eu aqui cheguei eu era novo e estas oliveiras eram velhas. Agora, eu sou velho e as mesmas oliveiras são novas”.

 

Talvez este comentário nos leve para a velha questão, protejamos os traços da história e a natureza, para que os nosso filhos, possam desfrutar  tão bem ou melhor que nós.

 

digoeu

como eu estou:
publicado por agoradigoeu às 22:10
link do post | no comments | favorito
Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

A GESTÃO DO SILÊNCIO

Na nossa vida saber gerir o silêncio é muito importante senão fundamental.

Desde que acordamos, ou até antes (para quem ressona ou fala a dormir!!!), que temos de ter presente que é necessário saber gerir o silêncio.

 

Para mim é sinal de tolerância, respeito (por nós e pelos outros) e de amadurecimento de viver.

 

Veja-se em todas as formas de arte, o silêncio  é que permite o “sabor supremo” da mesma – declamar, dizer poesia, ler, cantar, musicar, pintar, interpretar, etc…

Veja-se a exemplar forma de gestão do silêncio por parte de José Mourinho, que lhe permite encontrar as melhores opções de carreira, tudo isto intencional, sabendo nós que ele é um comunicador nato de emoções.

Veja-se na educação dos nossos filhos, quando no calor das suas e nossas argumentações, o melhor é dizer “ – vai para o quarto, pensa, e logo falamos.

Veja-se o mesmo exemplo com:

Companheiros

Amigos

Colegas

Familiares

Etc…Etc…

 

Procure-se exemplos e vamos sempre encontrar a mesma resposta.

 

Com certeza que A GESTÃO DO SILÊNCIO está definitivamente ligada ao que demais é fundamental na vida actual:

 

TOLERÂNCIA

 

digoeu

como eu estou:
publicado por agoradigoeu às 18:34
link do post | no comments | favorito
Domingo, 27 de Abril de 2008

Olá

Dia 27 de Abril de 2008, fica esta data marcada na minha história pessoal como finalmente ter conseguido criar um blog. Estava dificil!!!

 

o nome do blog apenas se deveu á minha dificuldade de o criar e insisti,...insisti,...insisti e... pronto, cá estou.

 

Quanto ás motivações que me levaram a criá-lo, foi de muita responsabilidade, ou quase toda, de um blog fantástico:

DIÁRIO DE UMA DIVORCIADA

Há vida depois do "fim do mundo" (e não é nada má!)...
Tudo o que está relacionado com este blog: posts, comentários, blogs de comentadores, etc,etc....VALE MESMO TODO O TEMPO.
Quanto aos conteúdos que proponho voltarei com noticias rápidamente, depois deste meu esforço.
digoeu
como eu estou:
tags:
publicado por agoradigoeu às 12:14
link do post | no comments | bisbilhotar (2) | favorito

>mais sobre...

>pesquisar

 

>Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

>posts recentes

> ...

> Perdi...

> Mãe...a minha vida

> O DIA DA MÃE ... DA MINHA...

> Mãe...a minha vida

> O MEU AMOR PELA MINHA MÃE...

> Mãe...a minha vida

> Aos 46...

> Aos 46...

> Sensações...

>na pen

> Agosto 2010

> Maio 2010

> Abril 2010

> Março 2010

> Fevereiro 2010

> Janeiro 2010

> Dezembro 2009

> Novembro 2009

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

>tags

> todas as tags

>gosto mesmo muito

> Para além de mim

> O DIA DA MÃE ... DA MINHA...

> 30 de Fevereiro de um ano...

> Pediste-me para Pintar

> ...Pedaços...

> Cansada

> Agradar a Gregos e a Troi...

> MÃE

> Parabéns Olimpicos - Para...

> anonimato...

blogs SAPO

>subscrever feeds