Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Sentimentos...

Como Interpreto a Vida

 

A vida dá-nos a passagem por vários estágios que eu designo da seguinte forma:

 

1ª Etapa – dos 0 até aos 25 anos – preparação para a obra

 

2ª Etapa – dos 25 aos 65 anos – execução da obra

 

3ª Etapa – a partir dos 65 anos – “petrificação” da obra

 

 

No vigor da criancice, juventude e adolescência demos asas á educação e formação, no esplendor máximo da aquisição de auto-estima, segurança e capacidade para, com certeza acertando e errando, nos “munir-mos de armas” interiores e exteriores para a 2ª Etapa.

 

Na 2ª etapa não podemos estar desatentos, e devemos sempre estar preparados e disponíveis para a execução da obra. Sempre em formação constante.

 

Quando se chega á 3ª Etapa, já nada nos parou, a obra está realizada, e estamos disponíveis para “petrificar” a mesma e entregarmo-nos de corpo e alma ao bem comum, numa fase que lhe chamo “êxtase dos sentidos” e que tudo o que aconteça, é definitivamente por acréscimo.

 

norberto reis

                                                                                                                 14.08.2008

 

como eu estou: a meio
a ouvir no CD ou no YouTube: Bobby McFerrin - Don't Worry, Be Happy
publicado por agoradigoeu às 13:07
link do post | no comments | favorito
Quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

AMOR ... e ...VIDA

Como sempre, Hoje por Hoje a minha orientação de vida é pela minha dignidade e sobretudo dos que me amam, os quais estão todos escritos no meu coração, pois só ELE (coração) saberá dizê-los de cor.

 

Sei que muitas vezes não fui entendido, por isso sofri, mas tenho a mais pura das certezas, que sempre fui amado, e por isso tenho vivido.

 

Sei que nada tenho a temer na vida, pois os que me amam e já não estão, e os que me amam “e estão comigo” me ajudarão a encontrar o caminho, na melhor das “verdades” e da dignidade humana.

 

Recuso-me a aceitar só porque sim, mas consigo amar só porque sim. Continuo a respeitar o meu compromisso “do conhecimento” e com o que sei e pelo que sei “entregar tudo” para o serviço de todos, …da vida.

 

Se forem “como eu” sigam-me, se não forem procurem também um bom caminho. Um caminho no melhor da vida.

 

Tenho a responsabilidade de ter sonhos e “sobretudo de os criar”. Desse modo, tenho que entregar-me com todo o amor, com tudo o que sei a quem me ama e a quem gerei, para que no presente e no futuro, o amor seja um testemunho de vida, e que possamos encontrar os nossos sonhos na realidade.

 

O presente e o futuro, só poderão ser sinónimos de Paz, Saúde, Amor, Pão, Felicidade, Família, enfim…insisto…VIDA.

norberto reis 14.08.2008

 

 

como eu estou: No caminho...
a ouvir no CD ou no YouTube: Drive - Cars
publicado por agoradigoeu às 22:39
link do post | no comments | bisbilhotar (3) | favorito
Quinta-feira, 21 de Agosto de 2008

Parabéns Olimpicos - Parabéns Portugal

Em bom português

 

Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe.

 

é assim em tudo na vida

 

Nelson Évora

 

é a cereja em cima do bolo

 

Quanto a mim, na melhor participação portuguesa de todos os tempos, madem-se embora os arautos da desgraça, e viva PORTUGAL e a portuguesa (nosso hino)

como eu estou: muito feliz
a ouvir no CD ou no YouTube: The Story - Brandi Carlile
publicado por agoradigoeu às 15:27
link do post | no comments | bisbilhotar (1) | favorito

Jogos Olímpicos e o ser-mos humanos

Não sei se pode ser contido na "arte de ser português" ou ainda mais, na "arte do ser humano".

 

Quando contemplo a beleza da vida encontro-me com um pormenor demasiado importante e pernicioso do ser humano, que é a tentativa constante de subvertermos a realidade, ou seja:

 

Os "maus" manipulando a realidade fazem-se de "bons" e os "bons" passam rapidamente a ser os "maus".

Procuremos todos e verificamos, que esta é uma realidade incontornável. Será fácil de concluir, que um ser humano que está completamente de pensamento e coração aberto está completamente em desvantagem com o outro que, no mínimo, tem "o pé atrás".

 

Dentro deste contexto insiro claramente o que se está a passar nos Jogos Olímpicos. Quando se fez um trabalho exemplar durante 4 anos. Trabalho esse que permitiu, com esforço pessoal e determinante de todos os atletas, ter a maior comitiva de sempre nestes Jogos Olímpicos. Veja-se que, como bons portugueses que somos, aparecem os "maus" a colocar os "bons" em causa, que por infelicidade de tudo isto, e do momento, até o realizador de tudo isto - O presidente do Comité Olímpico - tem a infelicidade de em plenos Jogos por em causa o que realmente é bom - Colocar em causa, por o objectivo (de mais 2 medalhas - a Vanessa "deu-nos" uma de prata e o Nelson Èvora vai-nos "dar" a de ouro), o que foi brilhante no percurso até aos Jogos (muitos momentos expectaculares, muito orgulho de ser português) e, a meu ver, nos próprios Jogos.  

 

Acontece que por factores vários entre os quais, e determinantes, o factor sorte e o factor momento, não permitiram a alguns atletas conseguirem atingir os objectivos a que se propunham. Estamos a falar de alta competição, nos melhores dos melhores, e aí tudo se joga em pormenores, no momento e na sorte, ou melhor na sorte do momento.  

 

Salve-se em tudo isto o bom senso, político ou não, do Secretário de Estado e do Primeiro-Ministro - Pelo menos nisto!!!

 

Um pouco desiludido fiquei com os comentários da que eu considero já, o melhor atleta português de todos os tempos - Vanessa Fernandes. Temos de respeitar o esforço de todos e de cada um. Fácil é entrar por um discurso simples, populista e por uma pequena parte, colocar o todo em causa. Aos 22 anos, pelo percurso exemplar que tem, esperava mais solidariedade.

 

 

Parabéns a todos e por vocês tenho muito orgulho de ser português.

 

E força Nelson, porque sei que por ti, pelos teus colegas e pelos que acreditam vais "nos dar o ouro"

OBRIGADO

como eu estou:
a ouvir no CD ou no YouTube: HINO NACIONAL
publicado por agoradigoeu às 12:48
link do post | no comments | favorito
Domingo, 10 de Agosto de 2008

um sonho permente...

O meu sonho permente, é o de deixar o espartilho da "nossa" imposição social, este mundo que serve alguns na sua ganância de dinheiro e de poder, em desfavor da maioria que servem "claramente de cobaias", para fins menos dignos, que não são claramente aqueles para que existimos. O mundo material é para servir o ser humano e não fazê-lo escravo.

 

O meu sonho permente é "deixar" aqueles que amo da melhor forma para resposta a este mundo em que a maior parte das vezes as pessoas olham-nos e "encontram-se" uns com os outros pelo que cada um tem e não por o que cada um é.

 

O meu sonho permente é o de já amanhã "despir-me" de tudo aquilo em que esta sociedade nos/me espartilhou muitas vezes o material sem sentido, e caminhar para o espiritual, onde a vida possa ter mais substância. Onde realmente me sinto homem e existem homens e mulheres, ou seja, seres humanos.

 

O verdadeiro homem, a verdadeira mulher encontram-se no seu interior, e não de qualquer forma por aí.

 

A vida é realmente muito para não ser vivida!!!

Este sonho permente, já de amanhã, não me deixa viver de outra forma na vida que em verdade.

Por isso AMO e VIVO.

 

Obrigado ao "realizador da vida que permitiu o amor"

como eu estou: a despir-me de tudo
a ouvir no CD ou no YouTube: momento - Pedro Abrunhosa
publicado por agoradigoeu às 08:19
link do post | no comments | bisbilhotar (1) | favorito
Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

A tristeza de não encontrar “o teu olhar”…

Triste por pensar que afinal não me consideras amigo, destas coisas virtuais, ou o que quer que seja, embora que para mim seja do real, porque eu sempre me apresento como realmente sou, não sei ser de outra maneira, é a minha forma de estar na vida, em “qualquer vida”.

Fica sabendo que eu te considero amiga e uma pessoa muito especial. E como o já referi muitas vezes: - Todos os sentimentos só têm sentido quando são recíprocos, pensoeu.

Ficaria muito feliz se te tivesses lembrado de mim em qualquer momento.

 

Até sempre…

 

como eu estou: em dívida!!!...
a ouvir no CD ou no YouTube: Pontes entre Nós - Pedro Abrunhosa
publicado por agoradigoeu às 11:43
link do post | no comments | favorito
Quinta-feira, 7 de Agosto de 2008

para ti...

Nestes últimos dias "embora o petróleo esteja a baixar!!!" tenho andado um pouco cinzento mas procurando alterar as circunstâncias para que a vida sempre e realmente aconteça.

 

Um dos acontecimentos que me deixou realmente triste, foi o facto de não ter recebido, de ti, uma palavra de amizade, de alegria, de carinho no dia do meu aniversário. Eu sei, e tenho essa opinião, que as datas, quaisquer que sejam, têm o valor que lhe quisermos atribuir. Mas existem momentos que não podemos perder para dizer que consideramos aquela pessoa e que nos é minimamente importante. Entendi que não, e continuo na esperança de ter entendido mal.

 

Do mesmo modo gostaria que me permitisses saber qual o dia dos teus anos, porque não tenho a certeza!!! Continuo a admirar-te, a "seguir-te", não a presseguir-te, e á espera daqueles momentos que nos proporcionas com uma beleza de interpretação literária de sentimento de vida. Para mim és excelente.

 

Deixa-te ler...para o bem de todos nós.

 

digoeu

como eu estou: a pedir café que não posso!!!
a ouvir no CD ou no YouTube: Vanessa da Mata :: Boa Sorte / Good Luck
publicado por agoradigoeu às 21:09
link do post | no comments | favorito
Sexta-feira, 1 de Agosto de 2008

A responsabilidade do conhecimento.

Tenho a certeza que a “teorização” sobre este tema daria um excelente livro como ferramenta para todos nós.

 

Todos temos a responsabilidade do conhecimento. Seja em que área for, que tipo de conhecimento for, desde o limite infinito do nosso exterior (do que nos rodeia - universo) até ao limite infinito do nosso interior (individuo – ser humano).

Esta responsabilidade de uns para com os outros, aumenta em conformidade, em proporção e de acordo com o nosso conhecimento. Só esta responsabilização assumidamente séria por todos nós e em função do bem-estar comum é que permitirá a todos nós crescermos em harmonia e comprometimento mútuo. Esta tem de ser uma assumpção pessoal e em crescimento, como ser humano, sempre para a comunidade. Em respeito.

 

Muito se tem a dizer do conhecimento que cada um de nós tem e adquire e da responsabilidade que cabe a cada um de nós em utilizar, proporcionar e respeitar esse conhecimento a favor do ser humano.

 

digoeu

   

 

como eu estou: A imaginar
a ouvir no CD ou no YouTube: Imagine - Jonh Lennon
publicado por agoradigoeu às 17:37
link do post | no comments | favorito

>mais sobre...

>pesquisar

 

>Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

>posts recentes

> ...

> Perdi...

> Mãe...a minha vida

> O DIA DA MÃE ... DA MINHA...

> Mãe...a minha vida

> O MEU AMOR PELA MINHA MÃE...

> Mãe...a minha vida

> Aos 46...

> Aos 46...

> Sensações...

>na pen

> Agosto 2010

> Maio 2010

> Abril 2010

> Março 2010

> Fevereiro 2010

> Janeiro 2010

> Dezembro 2009

> Novembro 2009

> Outubro 2009

> Setembro 2009

> Agosto 2009

> Junho 2009

> Maio 2009

> Abril 2009

> Março 2009

> Fevereiro 2009

> Janeiro 2009

> Dezembro 2008

> Novembro 2008

> Outubro 2008

> Setembro 2008

> Agosto 2008

> Julho 2008

> Junho 2008

> Maio 2008

> Abril 2008

>tags

> todas as tags

>gosto mesmo muito

> Para além de mim

> O DIA DA MÃE ... DA MINHA...

> 30 de Fevereiro de um ano...

> Pediste-me para Pintar

> ...Pedaços...

> Cansada

> Agradar a Gregos e a Troi...

> MÃE

> Parabéns Olimpicos - Para...

> anonimato...

blogs SAPO

>subscrever feeds